Duo brasileiro MadHouse se redescobre e lança o eletropop “Maria”

O duo brasileiro MadHouse, formado por Lio Junior e Thiago Casarejos, está pronto para ser “re-descoberto”, como eles mesmo gostam de enfatizar. Na ativa desde 2015, e atualmente residindo em Ibiza, na Espanha, hoje eles possuem um único objetivo: se expressar através da arte (seja ela qual for) e viver a sua verdade. 

Antes de irem morar de vez na Europa, os artistas sentaram e começaram a desenhar um novo caminho para o duo. “Foi um trabalho árduo, demorado, de anos, complicado, com pouquíssimo auxílio de pessoas de dentro do mercado brasileiro. Tivemos que consultar e conversar com muitas pessoas do mercado europeu”, contam. “Fizemos pesquisa em Londres, depois fomos a Ibiza, buscamos inspiração em diversas culturas.”

Lio e Thiago nunca haviam tido tempo de criar a identidade, explorar vertentes e desejos musicais  antes. Depois de muitos shows e eventos durante anos no Brasil, eles finalmente pararam tudo e conseguiram se concentrar nessa mudança. Com isso, entenderam que precisavam se retirar e sair do olho público, como fizeram após o último lançamento de 2018, “No More”.

As sonoridades que os acompanhavam antes, como o rock e blues, foram diluídas desde o último single com essas características, em 2018. No novo momento do MadHouse, além de trazer novas mensagens e inspirações, que são os maiores objetivos deles com a música, eles também mergulham no eletropop e se encontram em uma nova identidade. Além disso, eles aproveitaram para trocar todo o time de produção e de colaboradores: “Trabalhamos hoje com outras pessoas, aproveitamos que estamos em uma nova fase e sentimos a necessidade de trazer novos nomes para o nosso time”, eles contam. 

“Estamos querendo englobar nós mesmos, usar a nossa imagem, música e voz como plataforma para propagação de arte. A música é uma forma de arte que conecta as pessoas, independente da língua. A partir do momento que a gente se limita pelo número de views e plays de uma música, acabou o motivo pelo qual o MadHouse faz música. Se formos fazer uma música nos preocupando com números, isso não vai nos deixar felizes. Poderei ter uma quantidade de plays ou seguidores que ainda não entenderam o que eu estou querendo passar e me comunicar, isso não nos interessa.”

O mais recente lançamento do duo, intitulado “Maria”, – disponível em todas as plataformas digitais -, já traz essas características atuais e segue o novo “re-conhecimento” do MadHouse. A faixa foi produzida pelo DJ e produtor Deeplick, – que trabalha com remixes de artistas brasileiros como Carlinhos Brown e muitos outros -, e que está trabalhando em pelo menos cinco canções do primeiro álbum do duo.

“Maria” começou a ser escrita por Lio em 2017, em Ibiza, mas só foi finalizada em 2019, em São Paulo, quando Deeplick apareceu com a ideia da base. A canção explora a musicalidade brasileira, com instrumentos como pandeiro, berimbau e percussão somados a sintetizadores e guitarras. 

O novo som, que é uma composição autoral de Lio, carrega espiritualidade na letra. “A mensagem é a busca espiritual, a percepção do que a gente acha ser uma realidade, mas é só uma fantasia que criamos para viver melhor. Mas cada um vai enxergar o que está sendo dito na música de uma forma, é algo muito pessoal”, afirma MadHouse. 

Sobre o nome do single, eles contam: “Não tem um nome mais brasileiro, – que ao mesmo tempo é latino -, melhor para expressar sonoramente o sangue brasileiro do que ‘Maria’. É um nome que pode ser explorado em muitas outras culturas e se aplica a vários tipos de mulheres, divindades. Traz a ideia de um nome muito abrangente.”

O novo som do MadHouse pode não ter muito a ver com o que toca em Ibiza na opinião de algumas pessoas, mas todos os novos singles do primeiro álbum do duo, incluindo “Maria”, terão um remix e cada um terá a identidade do DJ que trabalhou nele. “Isso pra gente é uma forma de projetar a nossa música e se comunicar ainda mais. Vamos utilizar cada single e fazer um novo remix e dar abertura para outras pessoas e DJ’s para explorarem a faixa e se comunicarem com o público deles através da nossa música. Isso é uma honra pra gente”, completa o duo, que já tem o remix de “Maria” pronto para ser lançado em breve em todos os apps de música, assim como o clipe oficial da faixa. 

Quanto à brasilidade presente em “Maria”, o duo não tem como objetivo se incorporar à atual música brasileira e sim incorporar elementos da música brasileira, incluindo a atual, ao som que eles fazem. “Queremos que as pessoas de fora do Brasil conheçam elementos da música brasileira, incorporados na identidade do MadHouse, e não ao contrário”, finaliza MadHouse.